Vereadores cobram retirada das barreiras de concreto no trânsito de Ipiranga do Norte

por Karynne Fernandes publicado 06/05/2019 13h35, última modificação 06/05/2019 13h36

Com indignação o vereador Junior Federice foi à tribuna nesta segunda-feira, 06/05, para reclamar sobre as barreiras de trânsito presentes em diversas ruas de Ipiranga do Norte/MT. Postas durante a safra de soja para conter o tráfego indevido de carretas dentro da cidade, as barreiras já foram alvo de elogios e críticas dos ipiranguenses. Aos que a defendem, justificam que tais barreiras garantem maior segurança no trânsito do perímetro urbano, principalmente às crianças. Já os contrários defendem que não soluciona o trânsito indevido e gera mais transtornos do que benefícios.

Junior Federice estava indignado na tribuna. Em sua contagem informal já houve 6 acidentes ocasionados pelas barreiras de concreto. Afirmou que sempre foi contrário a elas e há tempos cobra pela retirada e, como já terminou a safra, isto já deveria ter sido realizado. “Estamos trancando as pessoas”, reclamou ao referir-se sobre a dificuldade de carros pequenos em trafegar por entre as barreiras. Na opinião de Federice elas são indevidas, falta sinalização e será preciso tomar providências quanto a sua retirada.

Em apoio, o vice-presidente Jacir Laureano Maria testemunhou a sua dificuldade, como motorista de ônibus, em trafegar na cidade para o embarque de funcionários da fazenda a qual trabalha. Ele concorda que as barreiras sejam inadequadas e enfatizou os prejuízos causados aos ipiranguenses acidentados: “Quem irá ressarcir os danos?”, questionou. Já Cleonaldo França  - também contrário - sugeriu aos colegas que se verifique a legalidade desta ação da Prefeitura e, se constatado que foi uma ação indevida, que a Casa aja com as providências cabíveis para a sua retirada.

Junior Federice disse que até concorda com a presença das barreiras em pontos que apresentam maiores problemas com o tráfego indevido de carretas, mas reprova a maneira atual em que foram colocadas. “Se não tirar essas barreiras dentro de um mês...que um mês...em vinte dias!...eu vou chamar a Rádio Sorriso e a tv aqui para a cidade e vou fazer o maior vuco-vuco aqui dentro”, cobrou.

Após a discussão na tribuna, o vereador Nelson Fernandes destacou  - durante a Palavra Livre - que qualquer cidadão que se sentiu no prejuízo tem o direito de recorrer à Justiça e reivindicar. Para ele, a solução definitiva para este impasse é retirar todas as barreiras e cobrar da Polícia Militar que intensifique a fiscalização do tráfego e aplique multas aos condutores irregulares.

Assista ao pronunciamento completo:

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.